top of page
  • Foto do escritorNE45

Na volta ao Santa Itamar brinca: “O Tio Chico chegou”

Atualizado: 26 de nov. de 2023

Velho conhecido da torcida do Santa Cruz, Itamar Schülle desembarcou no Recife para assumir o comando da Cobra Coral. Em sua primeira entrevista como novo treinador tricolor, ele fez questão de enfatizar ter consciência do tamanho do desafio que é fazer o time do Arruda voltar às principais divisões do futebol brasileiro.


“Muito feliz em retornar ao Recife e ao comando do Santa Cruz. Tem que ter muita responsabilidade para aceitar esse convite e tenho consciência disso. É um momento de reconstrução da equipe e às vésperas da Pré-Copa do Nordeste. Esse desafio é saudável, o ser humano é movido a desafios. Eu vim para cá para contribuir e atingir os objetivos do Santa Cruz e no trabalho do dia a dia, contando com a competência de todo mundo em volta. Para a gente conseguir seguir a trajetória de levar o Santa Cruz ao cenário nacional, fazer com que evolua e cresça e deixar onde ele deve estar”, apontou o novo comandante tricolor.


Sorridente, Itamar Schülle apontou ser movido a desafios – Foto: Klisman Gama/NE45


Apesar de ter calendário pré-fixado apenas até abril, caso chegue às finais do Campeonato Pernambucano, Itamar Schülle acertou com o tricolor até o final de 2024. Questionado sobre os motivos para retornar ao Arruda, o treinador fez questão de colocar seu sentimento pelo clube e deixar em aberta a possibilidade do Santa Cruz voltar à Série D ainda esse ano, algo que, segundo ele, está sendo tratado pela diretoria.


“Eu sou realista, mas positivo. Existe uma possibilidade de jogar a Série D e isso é coisa que a diretoria trata e resolve. Mas se acontecer, temos um grupo e depois desfaz para montar para a Série D. Caso não aconteça, temos um projeto de conseguir fazer o clube ir ao cenário nacional em 2025 novamente e você planeja e projeta isso. Não existe projeto de 4 ou 5 meses, eu vejo isso como deficitário tanto para um clube profissional quanto para um clube que quer evoluir”, comentou.


“Eu tenho um carinho e amor enorme pelo torcedor do Santa Cruz. Nós nos identificamos muito com o torcedor e com os apelidos também. A minha filha me falou hoje: “quando chegar lá diz que Tio Chico chegou”. A gente fica feliz com o carinho do torcedor e é recíproco. Agora, para retribuir isso, temos que trabalhar, com muita seriedade e profissionalismo para buscar os objetivos do clube e o torcedor quer”, enfatizou Itamar.


Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Infográfico preto moderno e tecnológico para relatório de marketing digital_edited.jpg
bottom of page