top of page
  • DPEsportes

Sport sofre goleada do Fortaleza e é eliminado do Nordestão

Com a eliminação na semifinal da Copa do Nordeste, o Rubro-negro passa a ter foco total no acesso da Série B do Campeonato Brasileiro


Não deu para o Leão da Ilha. Tricampeão da Copa do Nordeste, o Sport deu adeus à competição regional de forma vexatória na noite deste domingo (25) após ser goleado pelo Fortaleza por 4 a 1 na Arena de Pernambuco, em duelo válido pelas semifinais. Os gols do Tricolor do Pici foram anotados por Moisés, que marcou um hat trick, e Hércules, ambos no primeiro tempo. Gustavo Coutinho descontou para o Rubro-negro. Com a eliminação, o Rubro-negro passa a ter foco total no acesso da Série B do Campeonato Brasileiro.


Na grande final, o Fortaleza vai pegar o CRB, que venceu o Bahia, nas penalidades máximas por 8 a 7, na Arena Fonte Nova. O Tricolor do Pici buscará seu tricampeonato da Copa do Nordeste. Enquanto, o Galo da Pajuçara sonha com seu título inédito no certame regional.

O Sport volta a campo agora pela Série B do Campeonato Brasileiro. O próximo compromisso é contra o Goiás, fora de casa, na sexta-feira (31), às 21h30. Já o Fortaleza tem partida marcada para a quarta-feira (29), pela Sul-Americana, diante do Trinidense, às 21h, no Castelão.


O JOGO

A partida começou bastante movimentada. Os dois times não se estudaram tanto e já buscaram partir para cima. Logo no início da partida, aos oito minutos, Moisés avançou pelo lado esquerdo e soltou uma bomba rasteira de fora da área, Caíque França não conseguiu espalmar e a bola foi morrer no fundo das redes.


Tendo que buscar o resultado positivo, o Sport resolveu se lançar ao ataque em busca da reação. E teve duas boas oportunidades, numa finalização de Barletta e numa cabeçada de Gustavo Coutinho. No entanto, diz a máxima do futebol “quem não faz, leva”. Aos 18 minutos, após bela virada de jogo de Pikachu, a bola chega em Moisés que domina com estilo e chuta no ângulo sem chances para Caíque França.


O Rubro-negro, claramente, sentiu o segundo tento. Aproveitando a fragilidade do adversário, o Tricolor do Pici foi para cima, três minutos depois, Hércules recebeu livre dentro da área, driblou Caíque França e mandou para as redes, marcando o terceiro gol do Fortaleza, em menos de 30 minutos.


Na Arena de Pernambuco, a torcida do Sport sentiu o baque. Em campo, os jogadores buscavam conseguir força para buscar o placar. Aos 26 minutos, Fabrício Dominguez finalizou a bola foi desviada em Bruno Pacheco, e sobrou para Pedro Lima que soltou a bomba para o fundo do gol. Porém, após consulta do VAR, o tento foi anulado. O juiz sinalizou que a bola tocou no braço de Pedro Lima antes da finalização.


Nos minutos finais, o Sport demonstrava ter sentido o golpe, com pouco futebol e esbanjando nervosismo. O Fortaleza concentrado, seguia no propósito de ampliar o marcador. Até que aos 42 minutos, depois de roubar a bola no meio de campo, Moisés saiu frente a frente com Caíque França e finalizou com maestria, marcando o seu hat trick na Arena de Pernambuco.




Na segunda etapa, a proposta do Rubro-negroera se lançar ao campo de ataque para diminuir o placar, mas foi feita de maneira desorganizada. Já o Tricolor do Pici buscava explorar os contra-ataques e a desorganização adversária. O Fortaleza teve duas cabeçadas com Lucero e Zé Welison, para ambas defesas de Caíque França. O Sport, por sua vez, respondeu com boa finalização de Pedro Lima, para defesa de João Ricardo. Depois de ambas as equipes levaram boa parte da segunda etapa em banho maria. Aos 37 minutos, Gustavo Coutinho recebeu bom passe de Zé Roberto e tocou na saída de João Ricardo, fazendo o gol de honra do Sport.


Se o Leão da Ilha chegou para o confronto esbanjando confiança após a vitória diante do todo poderoso Atlético-MG pela Copa do Brasil. O confronto contra o Fortaleza mostrou uma nova faceta de um elenco que se apresentou de forma desorganizada, trazendo preocupação para a torcida na sequência da Série B - principal objetivo da temporada.


FICHA DA PARTIDA:


SPORT 1

Caíque França; Pedro Lima, Rafael Thyere, Luciano Castán e Riquelme (Tití Ortíz); Felipe (Alan Ruiz), Fabrício Domínguez (Zé Roberto) e Lucas Lima (Fábio Matheus); Chystian Barletta, Romarinho e Gustavo Coutinho. Técnico: Mariano Soso.


FORTALEZA 4

João Ricardo; Tinga, Emanuel Brítez, Tomás Cardona e Bruno Pacheco (Kuscevic); Pedro Augusto (Zé Welison), Hércules e Pochettino (Matheus Rossetto); Yago Pikachu, Moisés (Machuca) e Lucero (Pedro Rocha). Técnico: Juan Pablo Vojvoda


Local: Arena de Pernambuco (São Lourenço da Mata/PE)

Horário: 18h

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)

Assistente 1: Jean Márcio dos Santos (RN)

Assistente 2: Luís Carlos de Franca Costa (RN)

VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (FIFA/RN)

Cartões amarelos: Tomás Cardona, Pochettino, Emanuel Brítez, Pedro Augusto (F); Gustavo Coutinho, Zé Roberto e Luciano Castán (S)

Gols: Moisés aos 08/1T, 18/1T e 42/1T, Hércules aos 21/1T (F); Gustavo Coutinho aos 37/2T (S)

Público: 35.773 torcedores

Renda: R$ 1.155.380,00

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Infográfico preto moderno e tecnológico para relatório de marketing digital_edited.jpg
bottom of page