top of page
  • Foto do escritorEri Santos

Sport agenda articulação nacional por combate à violência no futebol

A agenda do presidente do Sport, Yuri Romão, tem sido e continuará sendo intensa nos próximos dias. Desde o atentado ao ônibus do Fortaleza, após um jogo contra o Leão, o mandatário rubro-negro tem visitado uma série de autoridades pernambucanas que extrapolam o campo esportivo. O próximo passo é sair do Estado.


Nesta sexta-feira, por exemplo, Yuri Romão embarca ainda durante a madrugada rumo ao Rio de Janeiro. Lá, a primeira parada será com o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues, na sede da instituição.



Ao lado do presidente do Náutico, Bruno Becker, Yuri Romão se encontrou com os deputados João de Nadegi e Rodrigo Farias e o presidente da Alepe, Álvaro Porto — Foto: Lucas Patrício/Alepe

Além de questões ligadas a direitos de transmissão, estará em pauta na reunião uma conversa sobre a violência no futebol brasileiro. Romão tem iniciado um movimento junto a presidentes de clubes, federações e autoridades para encontrar mecanismos punitivos que deem respostas e não estão ao alcance apenas do Sport, isoladamente.


Na próxima terça-feira, está na agenda do dirigente um encontro com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), em Brasília. O clube também solicitou encontros com Rodrigo Pacheco (PSD-MG), presidente do Senado, e com o ministro do Esporte, André Fufuca (PP-MA). Uma ida ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), na mesma visita à capital nacional, está programada.


- Desde a sexta passada, tenho peregrinado junto ao poder público para tentar entender até que ponto nós, enquanto dirigentes de clubes, podemos ajudar e cobrar uma ação mais efetiva do poder público, tanto no que diz respeito à segurança de eventos, quanto das equipes que participam do jogo - afirmou o presidente do Sport.


"Temos essa agenda definida para começar, até em função dessa comoção (incidente ao ônibus do Fortaleza). Queremos aproveitar o momento para, de fato, ter uma legislação específica para o momento que vivemos. As leis que regem futebol brasileiro são ainda pautadas num futebol romântico. E é importante frisar: não é Pernambuco, mas o Brasil todo", acrescentou.

O presidente do Sport disse ao ge que segue aguardando o encontro. A reportagem procurou a assessoria do Governo do Estado para saber o motivo da reunião não ter acontecido, mas não obteve resposta.


Punido de maneira cautelar pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) em razão do ataque ao ônibus do Fortaleza, ocorrido a oito quilômetros da Arena de Pernambuco, o Sport tem viabilizado mecanismos administrativos - como a exclusão de sócios com histórico de violência. Além disso, o clube afirmou afirmar que recorrerá da punição.


Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Infográfico preto moderno e tecnológico para relatório de marketing digital_edited.jpg
bottom of page