top of page
  • Foto do escritorge.com

Sport adota "prevenção" e decide fechar por completo o setor sul superior da Arena de Pernambuco

Arquibancada inferior era tradicionalmente ocupada por membros de organizada, mas clube decidiu, por "prevenção" fechar o anel sul por completo; anúncio foi feito pelo jurídico rubro-negro


O Sport não disponibilizará a arquibancada do setor sul superior da Arena de Pernambuco para o jogo contra a Juazeirense, nesta quarta-feira. A medida, vista como "prevenção" por parte do clube, foi anunciada pelo vice-presidente jurídico do Leão, Rodrigo Guedes, no fim da manhã.


A ação trata-se apenas de um complemento, mas a nível institucional, da determinação do STJD que tornou parcial o efeito suspensivo concedido para o Leão receber jogos na condição de mandante em competições da CBF, e decidiu fechar espaços destinados às organizadas.


Ou seja, a partir da medida Sport, todo o setor sul da Arena de Pernambuco estará indisponível para a sua principal uniformizada, que habitualmente acessava esta parte do estádio e que, devido à punição da justiça, anunciou transferência para a arquibancada superior nas próprias redes sociais.





"Não será permitida entrada de qualquer tipo de vestimenta, adereço ou objetos que façam alusão às torcidas organizadas. E o setor sul, comumente utilizado pela organizada envolvida no episódio do Fortaleza, estará completamente fechado. O clube já tomou todas a providências junto às autoridades judiciais para que tenhamos um espetáculo sem qualquer transtorno".

Durante todo o período do efeito suspensivo, sem data para terminar até que um julgamento final do Pleno do STJD seja marcado - o que não foi feito até o momento -, o Rubro-negro também terá que manter os espaços com faixas estampadas em dizeres de paz.


As medidas de proibição se dão pouco mais de um mês depois do atentado promovido ao ônibus que levava a delegação do Fortaleza após o jogo com o Sport, dia 22 de fevereiro, na Arena de Pernambuco.


Durante todo o período do efeito suspensivo, sem data para terminar até que um julgamento final do Pleno do STJD seja marcado - o que não foi feito até o momento -, o Rubro-negro também terá que manter os espaços com faixas estampadas em dizeres de paz.



As medidas de proibição se dão pouco mais de um mês depois do atentado promovido ao ônibus que levava a delegação do Fortaleza após o jogo com o Sport, dia 22 de fevereiro, na Arena de Pernambuco.


Segundo aponta investigação da Polícia Civil, "bondes" de amarelo, cuja cor representa a principal uniformizada do Leão, preparou uma emboscada a quilômetros do estádio, ateando pedras e bombas em direção ao veículo que transportava comissão, staff e demais atletas tricolores.

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Infográfico preto moderno e tecnológico para relatório de marketing digital_edited.jpg
bottom of page