top of page
  • Foto do escritorge.com

Sport admite paralisar obras na Ilha do Retiro após punição do STJD




A Ilha do Retiro é um canteiro de obras. Maquinário pesado, entulhos, funcionários em intensa atividade. A movimentação para o processo de modernização do estádio, porém, pode ser paralisada a qualquer momento.


Em processo de modernização, a casa rubro-negra recebe um investimento milionário para a troca do gramado e a instalação de um novo sistema de iluminação. É esta a razão pela qual a direção admite a possibilidade de fazer uma pausa nas obras.


O Sport foi punido com a perda de oito mandos de campo pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pelo atentado ao ônibus do Fortaleza. Por essa razão, o clube estima um prejuízo de R$ 4 milhões e, por isso, calcula a necessidade de interromper as obras na Ilha do Retiro.


A informação sobre a paralisação da obra foi avançada pela Rádio Jornal e confirmada pelo ge junto à assessoria de comunicação rubro-negra.

O Sport vai tentar reverter a pena com um recurso ao Pleno do STJD. Mesmo que consiga manter as obras normalmente, os prazos para a conclusão da reforma foram estendidos.





E como estão as obras neste momento?


O ge esteve nesta semana na Ilha do Retiro para uma atualização do que já foi feito e do que ainda há para fazer dentro da programação do clube. Os custos da obra estão orçados desde o princípio em R$ 8 milhões e não foram modificados.


Diferentemente do prazo para a conclusão das obras. Quando anunciou a reforma, o clube estimou, através do seu site oficial, que a conclusão da modernização se daria em abril. O novo prazo agora para que tudo fique pronto é agosto. Nesta altura, a Série B deverá já ter passado da metade.


- Já retiramos cerca de 70 centímetros entre gramado, solo e camada de brita. Chegamos na camada de impermeabilizante para, a partir daí, fazer uma terraplanagem e começar a parte de drenagem e irrigação do gramado - afirmou o engenheiro do Sport Walter Revoredo.




Já retirado, o antigo sistema de drenagem será reaproveitado no campo auxiliar. Nas escavações, inclusive, os funcionários rubro-negros foram surpreendidos com peças da época em que a Ilha do Retiro foi inaugurada, em 1937.


- Não sabíamos que iríamos encontrar. Encontramos tubulações da época de inauguração do estádio, com manilhas de concreto. Até guardamos algumas para o museu do clube porque são realmente peças históricas - disse Revoredo.


- Não sabíamos que iríamos encontrar. Encontramos tubulações da época de inauguração do estádio, com manilhas de concreto. Até guardamos algumas para o museu do clube porque são realmente peças históricas - disse Revoredo.



Manilhas faziam parte da estrutura da época da inauguração da Ilha do Retiro; peças vão para museu do clube — Foto: Daniel Leal/ge

Ao todo, cerca de 700 caçambas de areia já foram retiradas do campo da Ilha do Retiro. O material, no entanto, está estocado na sede à espera de uma licença da Prefeitura do Recife para ser removido. O destino será o Centro de Treinamento do clube.

O Sport estima que, neste momento, já foram executados 60% do trabalho de terraplanagem. A estimativa para que o gramado já esteja plantado é de mais três meses.

O que está em execução nas obras:


  • Renovação do gramado e da drenagem do campo

  • Instalação de painéis de LED para substituir os atuais refletores

  • Troca de toda a fiação do estádio



Qual será o gramado da Ilha do Retiro?


A nova grama da Ilha do Retiro será a "bermuda celebration". O engenheiro Walter Revoredo explicou que esse tipo é o mais indicado para pisos esportivos e em locais com clima tropical.

- Essa grama se adapta melhor em grandes arenas, tipo Macaranã, Arena de Pernambuco, e outras arenas do futebol brasileiro - afirmou.



Estádio Ilha do Retiro completou dois meses de obras — Foto: Daniel Leal/ge

Nova iluminação


Em paralelo às obras no piso, o Sport também trabalha na modernização das instalações elétricas e troca da iluminação, com instalação de painéis de led nos refletores.


- Além da troca do gramado estamos fazendo toda a revitalização da parte elétrica, em fase de projeto uma nova subestação e trocar toda infraestrutura, colocando toda a iluminação, led para atender às exigências da CBF - explicou Revoredo.



Obras na Ilha do Retiro podem ser paralisadas — Foto: Daniel Leal/ge

O desejo maior do presidente do Sport, Yuri Romão, que seria realizar um "retrofit" da Ilha do Retiro, modernizando por completo o Adelmar da Costa Carvalho, por ora, está paralisado.


Commentaires

Noté 0 étoile sur 5.
Pas encore de note

Ajouter une note
Infográfico preto moderno e tecnológico para relatório de marketing digital_edited.jpg
bottom of page