top of page
  • Foto do escritorge.com

Nordestão: PM recomenda que Sport x Ceará seja de portões fechados


A Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) recomendou ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) que a partida entre Sport x Ceará, válida pelas quartas de finais da Copa do Nordeste, ocorra de portões fechados. O encontro será na semana que vem, mas a tabela ainda não foi desmembrada.


O ofício em que a segurança pública pernambucana admite incapacidade de garantir "absoluta segurança" para os partícipes do jogo (torcedores e profissionais) foi assinado pelo comandante da PMPE, Ivanildo César Torres de Medeiros.


A Polícia de Pernambuco foi intimada pelo STJD junto ao Sport e a Federação Pernambucana de Futebol, a fim de saber a "viabilidade da realização da partida com absoluta segurança (...), ou, alternativamente, a possibilidade de jogar com portões fechados ou em outra localidade". O pedido surgiu de uma provocação da Federação Cearense de Futebol ao STJD para que a partida não ocorra no estado de Pernambuco ou ocorra sem público.


Segundo a Federação Cearense, Pernambuco não oferece garantias de segurança para a partida, que acontecerá na próxima semana, com data a ser confirmada pela CBF.


No ofício da PMPE, o comandante responde ao STJD que a polícia de Pernambuco está apta a realizar o apoio "na sua esfera de responsabilidade a todos os entes envolvidos no evento, garantindo a perfeita execução do planejamento da segurança da partida".


A PMPE também reforçou que é, sim, capaz de realizar "as escoltas das delegações, enviando assim esforços para a manutenção da tranquilidade, paz social e incolumidade dos participantes".


No entanto, Ivanildo Torres admite que com relação à "absoluta segurança" para a partida que "A PMPE esclarece que todas as atividades relacionadas à segurança pública levam em consideração variáveis".

Por isso, segue o comandante da PMPE, há uma "gestão de risco aplicada ao contexto genérico da atividade do futebol".


Ele concluiu que, diante do exposto, a presença de público, aliada a "situação política dos clubes", e a presença de torcidas organizadas mandantes e visitantes, que não é possível fazer a garantia "absoluta" e que, por isso, recomenta o jogo de portões fechados, "sem a presença do público".



FPF: "Inadmissível e inaceitável"


Também procurado pela reportagem, o presidente da FPF-PE, Evandro Carvalho, pronunciou-se com indignação a respeito da nota da PMPE. Ele prometeu buscar a reversão do posicionamento.


- Inadmissível e inaceitável. A sociedade e o estado não podem aceitar isso. Tenho certeza que a governadora (Rquel Lyra) vai reverter isso. Ela não sabe. Acabamos de dar conhecimento ao Palácio (do Governo de Pernambuco) - afirmou.


- Isso é, em poucas palavras, atestar a incompetência da segurança em Pernambuco. Seria o mesmo que dizer que o estado está entregue à bandidagem. O estado, leia-se, a Polícia, porque foi ela que fez isso, não o Governo do Estado, que tenho certeza: sequer sabe disso - acrescentou.

Por fim, Evandro Carvalho afirmou que vai tomar todas as providências "no âmbito da política e da Justiça" ao que chamou de "absurdo incalculável".


Confira o ofício da PMPE


Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Infográfico preto moderno e tecnológico para relatório de marketing digital_edited.jpg
bottom of page