top of page
  • Foto do escritorNE45

Náutico tenta no STJD a liberação do público geral contra o Remo

Última partida do Timbu como mandante e com público foi no dia 30 de março


O Náutico acionou o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para ter o público geral na partida contra o Remo, no dia 25 de maio, às 17h, nos Aflitos, pela Série C. O clube foi punido com um jogo sem torcida, cumprido contra o São Bernardo, e outro apenas com mulheres, crianças e pessoas com deficiência. Mas a partida diante do Ypiranga foi adiada por conta das enchentes no Rio Grande do Sul.


Foto: Tiago Caldas/CNC

O clube quer evitar um prejuízo financeiro ainda maior, caso não tenha o público total diante do Remo. A última partida como mandante e com torcida foi no dia 30 de março, na final do Pernambucano, contra o Sport. Na estreia da Série C, no dia 21 de abril, Náutico e São Bernardo jogaram de portões fechados. 


A diretoria alvirrubra aguarda o despacho do STJD. Caso a solicitação seja aceita, o segundo jogo da punição seria cumprido contra o Ypiranga, quando a partida for remarcada.


Antes de enfrentar o Remo, o Timbu terá dois jogos seguidos fora de casa. O primeiro será no próximo domingo (12), contra a Ferroviária, às 16h30, na Fonte Luminosa. No dia 18 de maio, o adversário será o Volta Redonda, às 17h, no Raulino de Oliveira.


Punição do Náutico

O Timbu foi punido pela briga no jogo contra o Confiança, no Batistão, na Série C de 2023. As uniformizadas dos clubes brigaram na arquibancada do estádio antes de a bola rolar.


Inicialmente, Náutico e Confiança pegaram duas partidas de portões fechados, além de multa de R$ 10 mil. Os clubes recorreram e a pena foi reduzida.

A multa foi mantida, mas com apenas um jogo sem torcida. O Timbu cumpriu o primeiro diante do São Bernardo. O outro seria contra o Ypiranga, com mulheres, crianças e PCDs.

コメント

5つ星のうち0と評価されています。
まだ評価がありません

評価を追加
Infográfico preto moderno e tecnológico para relatório de marketing digital_edited.jpg
bottom of page