top of page
  • Foto do escritorge.com

Náutico fecha grupo de reforços com apenas um centroavante

O Náutico periga começar a temporada 2024 com apenas um centroavante em seu elenco. Ao menos é isso que indica o planejamento inicial do clube, que já estourou o limite da folha de R$ 600 mil estabelecido pelo presidente, Bruno Becker, e não deve mais fazer contratações.


Danrlei, destaque do Paysandu em 2022, é único centroavante de ofício do atual elenco do Náutico — Foto: John Wesley


Após negociações frustradas com Vagner Love e Paulo Sérgio, o Timbu desistiu de trazer outro centroavante e fechou com Júlio César, 29 anos, ponta que estava no Avaí. Foi a 20ª contratação do atual elenco.


Júlio se juntará a vários outros atletas que, em tese, desempenham a mesma função. Caso dos ex-Sport Ray Vanegas e Leandro Barcia, Evandro e os jovens Kauan, 21 anos (ex-Mirassol) e Fernandinho, 20 anos (Santos).

Do atual elenco, apenas Danrlei, de 28 anos, é centroavante de ofício. Ele tem 28 anos e fez quatro gols na última temporada, quando defendeu a Chapecoense.


Negociações frustradas


O Náutico bem que tentou trazer um nome de mais peso pra função, mas teve suas investidas frustradas. A primeira delas com o atacante Ribamar, que atuou pelo Náutico nas últimas rodadas da Série C, fez dois gols e interessava à atual diretoria. No entanto, o clube deve salários ao jogador, que só aceita negociar mediante pagamento de uma parte. A atual gestão, oposição ao atual presidente, só assume em janeiro e não pode atender ao pedido do atleta no momento.


Em paralelo a essa negociação, o Náutico abriu conversas com Vagner Love, cujo contrato com o Sport estava por encerrar e o rival não chegou a um acordo pela renovação.


O Náutico chegou a se movimentar junto a colaboradores, uma vez que o salário de Love ultrapassa por muito o limite estabelecido pela diretoria. Com essa garantia financeira extra, o Timbu foi pra cima, mas encontrou uma concorrência inesperada.


Primeiro do Joinville, clube que jogará apenas o Campeonato Catarinense em 2024. Depois clubes da Série B, como Vila Nova e Amazonas, entraram no páreo e finalmente o Atlético-GO, recém-promovido à Série A. Ao que tudo indica, esse será o destino do "Artilheiro do amor" em 2024.

Sem acordo com Love, o grupo de apoiadores não se prontificou a ajudar com outra contração.


Com Paulo Sérgio a história foi diferente. Jogador e clube acertaram salário e tempo de contrato, há quase um mês.

Restava uma última pendência junto ao ABC, atual clube do "Pistolero" e detentor de seus direitos econômicos. Como o clube deve salários ao jogador, esperava-se que a liberação não tardaria. Não foi o que aconteceu, e o Náutico acabou desistindo do negócio.


Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Infográfico preto moderno e tecnológico para relatório de marketing digital_edited.jpg
bottom of page