top of page
  • Foto do escritorNE45

Santa e Náutico reclamam do árbitro escolhido para o clássico

A escolha da Federação Pernambucana de Futebol (FPF) pelo árbitro Diego Fernando para apitar Santa Cruz x Náutico neste sábado, no Arruda, desagradou as direções de ambos os clubes. Os dirigentes tricolores e alvirrubros fizeram duras críticas ao juiz e apontaram que não entenderam o porquê ele foi o escolhido.


Foto: Rafael Vieira/FPF

Pelo lado do Santa Cruz, mandante da partida, as críticas principais giram em torno do desempenho de Diego Fernando na final do Campeonato Pernambucano de 2020, ante o Salgueiro. Aquela partida terminou 0 x 0 e, nos pênaltis, o Carcará venceu a Cobra Coral e ficou com o título.


No tempo normal, contudo, o Tricolor vê três erros capitais contra o clube: um gol mal anulado, já que Fabiano estava em posição legal antes de fazer o cruzamento; um possível pênalti em Jeremias e a expulsão de um jogador do Salgueiro.


Uma fonte ligada ao Santa Cruz, que preferiu reserva, reclamou da escolha de Diego Fernando.

“Em 2020 ele cometeu três erros capitais que custaram o título do Santa. Quer coisa mais grave que isso?”, disse.


Pelo lado do Náutico, por sua vez, as críticas são de lances mais recentes. Um deles na semana passada, quando Diego Fernando apitou a partida do Timbu ante o Afogados. O Alvirrubro reclama de um pênalti não marcado em cima do meia Patrick Allan, ainda no início da partida – posteriormente vencida pelo Alvirrubro por 1 x 0.


Além desse lance, o Náutico também reclama de um pênalti não assinalado por Diego Fernando em cima do então atacante Júlio, em 2023, num duelo entre o Timbu e o Retrô. Por isso, na visão do diretor de futebol Eduardo Henriques, que conversou com a reportagem do NE45, a escolha por Diego é um “escândalo”.


“A escalação desse árbitro para o jogo Santa Cruz x Náutico é um escândalo. Falei anteriormente e ratifico: na nossa opinião foi de propósito. Eles viram a gente reclamando desde o jogo de Afogados. Esse juiz já tinha prejudicado o Náutico ano passado, contra o Retrô, em um pênalti em cima de Júlio. Lá em Afogados, ele não só não marcou o pênalti escandaloso, como inverteu falta. Jogador do Afogados caía e era falta. É um absurdo”, disse o dirigente.

Eduardo Henriques ainda revelou que o Náutico vai acionar a CBF se entender que foi prejudicado novamente por Diego Fernando.


Este será o primeiro clássico entre Santa Cruz e Náutico em 2024. No último, em 2023, os times ficaram no empate por 3 x 3.


Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Infográfico preto moderno e tecnológico para relatório de marketing digital_edited.jpg
bottom of page