top of page
  • Foto do escritorEri Santos

Diante do Maguary, Santa inicia PE24 pensando no calendário 2025

Uma temporada que pode acabar em fevereiro. O segundo compromisso de um ano que pode ter no máximo 10 jogos. Fora da Copa do Brasil, sem vaga na Série D do Campeonato Brasileiro e eliminado na pré-Copa do Nordeste, logo na primeira partida que fez em 2024, o Santa Cruz aumentou o já existente clima de desconfiança e frustração.


Natural para quem vive o pior ano de sua história. O que resta aos tricolores é depositar todas as fichas no Campeonato Pernambucano. Mais nove partidas para, no mínimo, terminar entre os seis primeiros e avançar ao mata-mata. Meta que aumenta o calendário de confrontos, permitindo à Cobra Coral sonhar com um 2025 bem melhor. O primeiro dos desafios será nesta quinta (11), contra o Maguary, no Arruda.


Após uma modesta nona colocação quando estreou no Estadual do ano passado, o Maguary quer voos maiores e investiu para também tentar buscar um calendário nacional na temporada 2025. Assim, o time de Bonito se coloca como um dos concorrentes do Santa na disputa por uma vaga na Quarta Divisão do próximo ano.




Série D, Nordestão e Copa do Brasil


O Pernambucano 2024 será fundamental para, no ano que vem, o Santa Cruz retornar à Série D, Copa do Brasil e Copa do Nordeste. Para jogar a quarta divisão, o Tricolor tem três cenários: ser campeão estadual, ter a melhor campanha da primeira fase ou ter a melhor colocação subsequente, considerando as fases eliminatórias. O último caso só aconteceria se Náutico ou Sport ficassem com a taça.


No Nordestão, a vaga direta só vem em caso de conquista estadual. Se Náutico ou Sport forem campeões, o Santa pode herdar um espaço na etapa preliminar. Se um clube fora do Trio de Ferro ficar com o troféu, o Tricolor terá de ser o melhor colocado na competição, com exceção do campeão, Leão e Timbu.


Para jogar a próxima Copa do Brasil, o Santa e Maguary terão de chegar à final ou ser o clube eliminado na semifinal com a melhor campanha na primeira fase.

“Nossa motivação é levar o clube a ter de novo um calendário nacional, fazendo um bom Pernambucano, chegando às semifinais”, afirmou o zagueiro coral Paulo César.

Como estão os times?


Santa Cruz

O técnico coral deve repetir basicamente a mesma escalação que iniciou a partida contra o Altos e terminou o primeiro tempo vencendo por 2 a 0.

Uma dúvida fica com relação ao gol, uma vez que André Luiz foi bastante criticado na eliminação contra o Altos e pode ceder lugar para que William Assmann faça a sua estreia.


Assim, o único desfalque continua sendo o atacante Willie que não viajou com a delegação para Teresina por conta de uma lesão no adutor da coxa direita e segue em tratamento.


Maguary

O Azulão disputou dois amistosos contra o Campinense na pré-temporada. No primeiro, perdeu por 1 x 0. Já no segundo, venceu por 2 x 1. O time comandado por Sued Lima, ex-Sport, mescla bem experiência e juventude.


A dúvida é se os reforços anunciados recentemente serão relacionados, como os volantes Sandro Manoel e Ratinho, e o meia Héricles. A base para a estreia deve ser o time que atuou nos testes em preparação para o Estadual.


Ficha técnica


Santa Cruz

André Luiz; Toty, Rafael Pereira, Paulo Cesar e João Victor; Lucas Siqueira, Caio Mello, João Diogo e Matheus Melo; Pedro Bortoluzo e Thiaguinho. Técnico: Itamar Schülle.

Obs: O atacante Willie, com uma lesão no adutor da coxa direita, não poderá atuar.


Maguary

Rodolfo; Saturnino, Sandoval, Pedro Jorge e Rychelme; Maykon Douglas, Wandrew (Sandro Manoel) e Esquerdinha; Felipe Sales, Bruce e Ejaita Ifoni. Técnico: Sued Lima


Arbitragem

Árbitro: Rodrigo Jose Pereira de Lima (FIFA)

Assistente 1: Francisco Chaves Bezerra Junior

Assistente 2: Karla Renata Cavalcanti de Santana

Quarto árbitro: Diego Fernando Silva de Lima


Com informações do Ge e FolhaPE

コメント

5つ星のうち0と評価されています。
まだ評価がありません

評価を追加
Infográfico preto moderno e tecnológico para relatório de marketing digital_edited.jpg
bottom of page