top of page
  • DPEsportes

Clássico terá Reconhecimento facial e policiais disfarçados nas organizadas

Coletiva de imprensa SDS (Foto: Rafael Vieira/DP)


A Secretaria de Defesa Social divulgou, nesta quarta (27), como será feito o policiamento nos dois últimos jogos do Pernambucano 2024, que terão torcida única


Reconhecimento facial, reforços na escolta das equipes e policiais disfarçados no meio das torcidas organizadas. Esse é o novo modelo de segurança adotado pela Secretaria de Defesa Social (SDS) para as finais do Campeonato Pernambucano de Futebol de 2024.


No sábado (30), Náutico e Sport começam a decidir o torneio, com o primeiro jogo no estádio Eládio de Barros Carvalho, nos Aflitos, na Zona Norte do Recife. A segunda partida será no dia 6 de abril, na Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata, no Grande Recife. 

 

Nesta quarta (27), a SDS anunciou o planejamento operacional das forças de segurança do Estado para os dois jogos do  duelo, conhecido como o "Clássico dos Clássicos". Nas duas partidas, está definido que haverá torcida única, por determinação da Federação Pernambucana de Futebol (FPF). 

 

Como será 

 

Para o primeiro jogo, a segurança será feita por 726 policiais militares, em sua grande maioria, lotados do 13ºBPM. Eles vão atuar no entorno do estádio, mas com o foco especial na Avenida Conselheiro Rosa e Silva, a principal via de acesso ao campo. 

Além disso, a PM também terá reforço no policiamento nos Terminais Integrados de Ônibus (TI’s) e nas principais ruas e avenidas de acesso ao estádio Eládio de Barros Carvalho. 

 

A SDS adotará, ainda,  o uso de câmeras de reconhecimento facial para detectar torcedores que estejam com mandados de prisão em aberto pelo cometimento de crimes. 

 

Serão instalados dois equipamentos em pontos estratégicos dos Aflitos. As imagens serão compartilhadas em tempo real com o Banco Nacional de Mandados de Prisão (BNMP) do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). 

 

Segundo a SDS, se algum torcedor que estiver com processo na Justiça em aberto, poderá ser identificado e preso pelos PMs pelo cumprimento do mandado. 

 

“O reconhecimento facial será utilizado nas duas partidas da final. O objetivo é fazer o rastreamento de pessoas que estão com mandados de prisão em aberto. Além disso, temos um importante emprego dessa tecnologia na prevenção ativa. Quando a gente utiliza esse equipamento, torcedores que estejam com impedimentos não tenham acesso ao evento em praças esportivas”, destacou o coordenador do GT Futebol da SDS, coronel Alexandre Tavares. 

 

Ele também salientou que as forças de segurança seguirão à risca o cumprimento do ato normativo da FPF de nº 10, que proíbe o acesso ao estádio de torcedores que estejam trajados ou usando adereços em alusão às torcidas organizadas do Sport, Náutico e Santa Cruz. 

 

Como a partida do sábado é nos Aflitos e de torcida única, estarão impedidos os torcedores que estejam com adereços em alusão a organizada do clube, a Torcida Jovem da Fanáutico (TJF). 

 

“Fica proibida a entrada de torcedores que estejam usando adereços e vestimentas alusivos às torcidas elencadas no ato normativo da FPF. Como o jogo de sábado tem o Náutico como mandante, fica então proibido os adereços da Fanáutico e Náutico Até Morrer. Então, a gente já orienta que torcedores não compareçam ao estádio com essas peças, pois serão impedidos de entrar”, ressaltou Tavares. 

 

Reforço nas escoltas e policiais disfarçados 

 

Segundo a SDS, mesmo o jogo sendo nos Aflitos, a PM contará com o reforço de policiais nos arredores do estádio da Ilha do Retiro, casa dos rubronegros. 

 

O foco será no reforço do policiamento durante a partida, já que torcedores do Sport irão até a praça esportiva para acompanhar o clássico em telões. Este policiamento será feito por PMs do 16ºBPM. 

 

Além disso, segundo a PM, haverá um reforço de policiais que farão a escolta das delegações de Náutico e Sport, para evitar ocorrências como, por exemplo, o ataque ao ônibus do Fortaleza, no mês passado, que deixou sete jogadores do Leão do Piçi feridos após torcedores da organizada do Sport atacar o delegação cearense com pedras e bombas caseiras. 

 

O caso aconteceu na BR - 232, no bairro do Curado, na Zona Oeste do Recife, após a partida entre Sport X Fortaleza, válida pela 1ª fase da Copa do Nordeste. 

 

“A PM já vem adotando a medida de escoltar as delegações, por meio das nossas unidades especializadas, como Rádio Patrulha, CIPMotos e o batalhão da área. Se durante o nosso planejamento a gente conseguir observar que será necessário, será sim adotado esse reforço durante todo o percurso dos ônibus”, destacou o diretor de planejamento operacional da PM, coronel Mário Canel. 

 

Além disso, o coronel ressaltou que durante o trajeto da torcida do Náutico até o estádio, o setor de inteligência da PM contará com policiais militares da 2ª Seção disfarçados para identificar possíveis suspeitos de promover tumultos ou o cometimento de crimes.


Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Infográfico preto moderno e tecnológico para relatório de marketing digital_edited.jpg
bottom of page