top of page
  • Foto do escritorNE45

CBF quer manter calendário da Série A até o dia 8 de dezembro, diz Ednaldo Rodrigues

Presidente da CBF reforça posição da entidade, mas diz que vai buscar melhor solução com os clubes no Conselho desta segunda-feira. Ele descarta suspensão do rebaixamento



No Conselho Técnico Extraordinário marcado para esta segunda-feira, a CBF vai propor aos clubes da Série A do Brasileirão a manutenção do calendário até o dia 8 de dezembro. A entidade inicialmente não planeja estendê-lo, afirmou Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF, neste domingo.


Ednaldo conversou com a reportagem do SporTV durante o Futebol Solidário, no Maracanã. Ele disse que, apesar da posição da CBF, será necessário ouvir todos os clubes para tomar a melhor decisão.


- Teremos uma reunião amanhã com todos os clubes da Série A, num Conselho Técnico Extraordinário, para buscar a melhor solução. Para que a competição não tenha uma extensão de calendário. A proposta da CBF é conciliar de uma forma que não traga consequências para todos os envolvidos, os clubes, os patrocinadores, os atletas, para não acrescerem seu período de férias. E também para não impactar no calendário de 2025 - disse Ednaldo.




"A proposta da CBF é exatamente de manter o calendário de 2024, até dia 8 de dezembro. Lógico que vamos conversar com todos os clubes. A CBF vai dar várias soluções para que a competição possa terminar dentro daquilo que foi planejado", completou.

O Brasileirão foi paralisado na sétima rodada por causa das chuvas no Rio Grande do Sul, que causaram estragos em mais de 400 municípios - mais de 160 pessoas morreram, e os estádios de Grêmio e Inter ficaram alagados. O campeonato a princípio será retomado no próximo fim de semana, a partir da sétima rodada.


Sobre a possibilidade de colocar mais jogos durante o período da Copa América, Ednaldo respondeu:


- A CBF vai propor soluções. A gente sabe que é um momento crítico e que cada um tem que dar um pouco, tem que ter um pouco de desprendimento para que possamos conciliar. A CBF vai buscar a melhor alternativa possível para que isso não aconteça de uma forma tão extensa. A diretoria de competições e a presidência estarão à disposição para conciliar da melhor maneira possível essas reposições de jogos.




Por fim, Ednaldo Rodrigues resumiu o sentimento do evento solidário, que busca arrecadar doações e ajudar as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul.


- Representa um dia de união em torno de um Brasil solidário depois de toda essa tragédia que acontece no Rio Grande do Sul. A iniciativa dessa união, através da Globo com CBF, Flamengo e outros parceiros faz com que cada família se sinta abraçada. E, assim, amenizar o sofrimento dessas pessoas que tiveram tantas perdas. Simboliza isso. Que mais outros eventos também possam, acontecer porque a perda é muito grande, a reconstrução não vai ser tão rápida. Então todas as ações nesse sentido serão bem recebidas - concluiu.


Rebaixamento será suspenso?

Ednaldo Rodrigues também foi perguntado sobre a possibilidade de suspender o rebaixamento na atual edição do Brasileirão, uma proposta feita publicamente por Renato Gaúcho, técnico do Grêmio. O cartola descartou essa chance.


- Nós respeitamos os posicionamentos, porém o rebaixamento não é possível. Ele está atrelado a um estatuto da FIFA, da Conmebol, as leis Pelé e geral da CBF. Isso impactaria de uma competição ser questionada judicialmente. 38 rodadas já é difícil, 46 seria impossível, portanto, essa ideia a gente respeita, mas não podemos acatar e não vai acontecer.


Kommentare

Mit 0 von 5 Sternen bewertet.
Noch keine Ratings

Rating hinzufügen
Infográfico preto moderno e tecnológico para relatório de marketing digital_edited.jpg
bottom of page